Páginas

terça-feira, 16 de maio de 2017

SANTA JACINTA MARTO, Virgem. A pequena e grande profetiza do séc. XX.




Os pensamentos e frases abaixo relacionados foram recolhidos pela superiora do hospital, Madre Godinho, que acompanhou a santa menina em seus últimos momentos na terra.
Essa madre, com carinho e zelo, anotou os derradeiros pensamentos, conselhos e exortações de Santa Jacinta que, apesar da tenra idade (faleceu aos nove anos), continha em si a seriedade dos anjos e a sabedoria dos doutores da Igreja.
"Ouçamos" o que nos tem a dizer a bem aventurada confidente de Maria Santíssima, possivelmente, apesar de criança, uma das maiores profetizas dos tempos modernos:



“Os pecados que levam mais almas ao inferno, são os pecados da carne”.

“As pessoas, que servem a Deus, não devem seguir as modas. A Igreja não tem modas. Nosso Senhor é sempre o mesmo”.

“Virão certas modas, que ofenderão muito a Nosso Senhor”.

“As guerras não são outra coisa senão castigos dos pecados do mundo”.

“Nossa Senhora já não pode suster o braço de seu amado Filho, sobre o mundo”.
“Se os homens se arrependerem, Nosso Senhor ainda perdoará; mas se não mudam de vida, virá o castigo”.

“Se os homens soubessem o que é a eternidade, fariam tudo para mudar de vida”.

“Os médicos não tem luz para curar os doentes porque não tem amor de Deus”.

“Se os governos deixassem a Igreja em paz e dessem a liberdade à santa religião, Deus os abençoaria”.

“Os sacerdotes deveriam ocupar-se somente das coisas da Igreja e das almas”.

“Os sacerdotes devem ser puros, muito puros”.

“A desobediência dos sacerdotes e dos religiosos aos próprios superiores e ao Santo Padre desagrada muito a Nossa Senhora”.

“A mortificação e o sacrifício agradam muito a Jesus”.

“Iria com muito gosto para o convento, mas gosto muito mais de ir para o Céu”.

“Para ser religiosa é necessário ser muito pura, na alma e no corpo”.

“Cara madrinha (Madre Godinho), fuja do luxo, não procure a riqueza, ame muito a santa pobreza e o silêncio”.
 
“Tenha muita caridade com os maus. Não fale mal de ninguém e fuja daqueles que falam mal do próximo”.

“Tenha muita paciência, porque a paciência leva-nos ao Paraíso. Reze muito pelos pecadores... pelos sacerdotes... pelos religiosos... pelos governos...”.

De “Caminho da Luz”, revista publicada pelos Padres Capuchinhos.






Nota: Perguntando a “madrinha” onde Jacinta havia ouvido tais coisas, esta respondeu: “umas, Nossa Senhora me diz; outras, as penso eu”. Mais tarde, a Madre Godinho enviou a Pio XII, em carta, todas essas palavras da pequena Jacinta.



Um comentário:

Robert Rosário disse...

Santa Jacinta Marto, rogai por nós!

Postar um comentário