Páginas

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

SANTO EXPEDITO, Mártir. Conhecido como "Santo das Causas Urgentes".



Santo Expedito era um militar romano, comandante da XII Legião Romana baseada em Melitene, na Capadócia (atual Armênia), legião esta intitulada "Fulminante", devido a gloriosa vitória contra os bárbaros às margens do rio Danúbio, e composta em sua maioria de cristãos. Era muito conhecida, também, pela rapidez no deslocamento das tropas.
Levava uma vida devassa; mas um dia, tocado pela graça de Deus, vendo uma grande luz, resolveu mudar de vida. Converteu-se ao cristianismo, mesmo sob ameaças de perseguição do Imperador Galério. Foi então que o demônio lhe apareceu, sob a forma de um corvo e lhe segredou: "Cras ... cras ... cras", palavra latina que significa: amanhã ... amanhã ... amanhã, isto é, deixe para amanhã, não tenha pressa, adie sua conversão. Mas Santo Expedito, pisoteando o corvo, esmagou-o gritando: "Hodie!”, que significa hoje, nada de protelações ... é pra já!

O glorioso mártir de Melitene é pouco conhecido dos historiadores, mas, sua existência é certa. Santo Expedito, segundo a tradição, era armênio, não se conhecendo o lugar de seu nascimento, mas parece provável que seja Metilene, localidade onde sofreu seu martírio. A Armênia é uma região da Ásia Ocidental, situada ao Sul do Cálcaso, entre o Mar Negro e o Mar Cáspio, nas margens dos Rios Tigre e Eufrates.

Geralmente Santo Expedito é representado
"como um jovem", muito embora, possivelmente,
por ter sido um general, já devia estar na idade
madura: em torno dos 50 anos de idade. 
Essa região foi sempre considerada uma terra de predileção. Aliás, pelo testemunho da Sagrada Escritura, foi sobre as montanhas armênias do Ararat que a Arca de Noé pousou quando as águas do dilúvio baixaram (Gênesis, 8.5). A Armênia foi uma das primeiras regiões a receber a pregação dos apóstolos Judas Tadeu, Simão e Bartolomeu, mas também local de inúmeras perseguições aos cristãos. Essa região foi regada com o sangue de muitos mártires, entre eles nosso querido Santo Expedito. Sua cidade natal (com toda probabilidade) não passa hoje de uma pequena localidade chamada Melatia, cidade construída no século II pelo imperador romano Trajano. A partir de Marco Antonio, tornou-se residência da XII Legião, conhecida como “Fulminante”, cuja missão era defender o império romano dos bárbaros asiáticos.

No ano de 284 d.C, assumiu o poder o imperador Deocleciano. Por seu ambiente e por seu caráter, parecia oferecer aos cristãos garantias de benevolência, pois havia em seu palácio a liberdade de religião, sendo, inclusive, sua esposa Prisca e sua filha Valéria, cristãs, ou ao menos, catecúmenas. Sob influências de Galero, seu genro, pagão convicto, determinou a perseguição dos cristãos, ordenando a destruição de igrejas e livros sagrados, a cessação das assembleias cristãs e a abjuração de todos os cristãos.

Galero, sempre incitado por sua mãe, também pagã, queria abolir para sempre o Cristianismo e através de insinuações maldosas e hábeis calúnias, fez crer a Deocleciano, que o cristianismo conspirava de várias formas contra a augusta pessoa do imperador. Deocleciano, então, empreendeu a exterminação sistemática dos cristãos, envolvendo, inclusive, os membros de sua própria família e os servidores de seu palácio. Foi uma hecatombe sangrenta: oficiais, magistrados, o bispo da Nicomédia (Antino), padres, diáconos, simples fiéis foram assassinados ou afogados em massa. Somente em 324, com a retomada da autoridade do imperador cristão Constantino, foi que tiveram fim as terríveis perseguições que durante três séculos tinham ensangüentado a Igreja.

Durante essa terrível perseguição do sanguinário imperador Diocleciano, o general Expedito foi intimado a adorar os deuses pagãos. Recusou-se corajosa e terminantemente. Sumariamente condenado, foi flagelado e depois decapitado em 303, no dia 19 de abril, data em que é celebrada sua memória litúrgica. 

Santo Expedito é representado de pé, vestido de soldado romano, com uma capa vermelha, tendo na mão esquerda a palma do martírio e na direita uma cruz, onde está escrito: HODIE.

Esmaga com o pé direito um corvo, junto ao qual aparece a palavra CRAS e tem no chão, ao lado do pé esquerdo, o capacete militar romano, simbolizando que deixou de lado a obediência às leis do imperador romano para adorar unicamente a Jesus Cristo e empunhar a cruz, símbolo do cristão.
Esta pintura já o representa com uma idade
mais madura... 
Pelo seu próprio nome, o santo é invocado nos casos que exigem solução imediata, nos negócios em que qualquer demora poderá causar prejuízo. Protetor da juventude, os estudantes a ele recorrem para ter êxito nos exames. Santo Expedito não adia seu auxílio para amanhã. Ele atende hoje mesmo ou na hora que precisar de sua ajuda. Mas ele espera que também não deixemos para amanhã nossa conversão.

Seu culto, iniciado no local do martírio, passou para Alemanha Meridional, Itália, especialmente na Sicília, onde é padroeiro de Aci Reale. Venerado no sul da França e na Espanha, sua devoção no Brasil vem sendo cada vez mais difundida.
Na Região de Presidente Prudente, mais precisamente na cidade de Santo Expedito, está em construção o grande Santuário Nacional.





Nenhum comentário:

Postar um comentário