Páginas

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

SANTO ARNALDO JANSSEN, Presbítero e Fundador de três famílias religiosas.



Santo Arnaldo Janssen, Presbítero e Fundador
Arnaldo (Arnold) Janssen nasceu em 1837 em Goch, na Alemanha. Ele era o segundo filho de uma família numerosa (dez filhos) de cristãos fervorosos de classe média e se tornou um gigante por sua obra de fundador e pela atividade fecunda do seu apostolado, junto aos pobres, migrantes, clérigos e fiéis.
Após concluir o estudo colegial na diocese de Gaesdonck em 1855, seguiu para Munster, ingressando na real academia da Prússia para estudar matemática, ciências naturais e filosofia. Dois anos depois seguiu para a universidade de Bonn, na Alemanha, onde se diplomou e obteve a habilitação para lecionar todas as matérias do colegial. Assim, tendo apenas 20 anos já era professor.
Foi ordenado presbítero em no dia da festividade da Assunção da Virgem Maria em 1861, sendo destinado a atuar em uma escola secundária na qual se distinguiu como um mestre exigente, porém, justo. Por quase doze anos, se dedicou ao ensino na escola pública.
Sendo profundamente devoto do Sagrado Coração de Jesus, foi posto à frente do Apostolado da Oração, o que o ensejou a abrir-se aos cristãos de outras denominações. Preocupado com a missão universal da Igreja Católica, afastou-se das atividades docentes na escola e logo em seguida fundou o Mensageiro do Coração de Jesus, revista mensal de divulgação e estímulo a atividades missionárias, ultrapassando assim as fronteiras da diocese onde estava radicado.
Neste período amadureceu a ideia de se dedicar exclusivamente a obra missionária. Decidiu e renunciou aos cargos de professor e diretor. Este foi o derradeiro passo para o início de sua atividade de fundador
Vivendo em tempos difíceis na Alemanha, quando foram impostas leis anticatólicas que levaram à prisão e expulsão de religiosos e clérigos (inclusive bispos), Janssen propôs a alguns deles a ida para as missões ou ao menos a ajuda na formação de missionários, no que foi atendido. Encorajado pelo vigário apostólico de Hong-Kong, Janssen percebeu o chamamento de Deus para enfrentar a difícil tarefa, e com a ajuda de alguns bispos inaugurou ele em Styel (Holanda) a casa missionária que originou a Sociedade do Verbo Divino (Missionários do Verbo Divino ou Padres Verbitas), sendo a data – 08 de setembro de 1875 – considerada o dia da fundação dessa família religiosa (a aprovação pontifícia pela Santa Sé deu-se em 1901). Padre Arnaldo resolveu que a base de formação sacerdotal seria a Regra da Terceira Ordem Dominicana. Em 02 de março de 1879 partiram os dois primeiros missionários tendo como destino a China. Nos anos que se sucederam, as obras e o apostolado se expandiram para o Extremo Oriente, América e África.
Santo Arnoldo adotou a Regra da Ordem Terceira
de São Domingos como base para a Regra de seu
novo Instituto. 
Sendo profundamente devoto da Santíssima Trindade, Janssen nEla encontrava a origem e a finalidade das missões. Seu lema era "o anúncio do Evangelho é a expressão mais sublime de amor ao próximo".
Tendo o apoio de um grupo de mulheres voluntárias, Janssen fundou em 1889, no dia da Imaculada Conceição, a Congregação Missionária das Servas do Espírito Santo, cujas primeiras religiosas em missão no exterior se dirigiram à Argentina em 1895. Também entre as religiosas foi constituído um ramo contemplativo: as Servas do Espírito Santo da Adoração Perpétua, visando a adoração contínua ao Santíssimo Sacramento, dia e noite, rezando especialmente pelas congregações masculina e feminina dedicadas ao serviço missionário ativo. As três congregações foram fundadas na Holanda, porque ali os cristãos eram menos perseguidos e as chances de um possível fechamento das casas seria menor.
Este foi o motivo que levou Santo Arnaldo Janssen a se refugiar no território holandês, onde permaneceu, se dedicando à sua esplendida obra de fundador e aos migrantes e pobres.
Consumido pelo trabalho, Santo Arnaldo entregou a alma ao Criador em 15 de janeiro de 1909. Beatificado por Paulo VI juntamente com José Freinademetz (missionário que foi por ele enviado na primeira missão à China, acima mencionada) em 1975, ambos foram canonizados juntos por São João Paulo II em 05 de outubro de 2003 (50ª canonização feita por esse Pontífice). Foi proclamado pioneiro do movimento missionário moderno nos países de língua alemã, holandesa e eslava. Seu culto litúrgico foi indicado para o dia de sua morte.


Santo Arnaldo Janssen, fundador,  e São José Freinademetz, 
foram beatificados e canonizados juntos, 
pelo Beato Paulo VI e por São João Paulo II, respectivamente. 


Fontes: 
http://www.vatican.va/news_services/liturgy/saints/ns_lit_doc_20031005_janssen_po.html
http://www.pime.org.br/mundoemissao/espiritmarnaldo.htm
http://www.svdvocations.org/Missionaries/History/St--Arnold-Janssen.aspx


Nenhum comentário:

Postar um comentário