Páginas

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Beata Maria Repetto, Virgem do Instituto das Irmãs de Nossa Senhora do Refúgio no Monte Calvário.



Em Gênova, cidade da Itália, a Beata Maria Repetto, virgem das Irmãs de Nossa Senhora do Refúgio no Monte Calvário, que viveu escondida do mundo e se esforçou por ajudar aos aflitos e dar esperança de salvação eterna aos que duvidavam.

Nasceu em Voltaggio, Itália, no seio de uma família da burguesia. Ingressou como religiosa das Irmãs de Nossa Senhora do Refúgio no Monte Calvário, em Gênova, em 1829. Trabalhou como costureira da comunidade durante muitos anos. Quando a visão começou a falhar, destinaram-na à portaria do convento, onde desenvolveu um trabalho apostólico profundo e promoveu a devoção a São José. Teve o dom da cura, colocando a medalha de São José no lugar enfermo. Não atribuiu nada para si mesma, mas, ao Santo Patriarca. Trabalhou como enfermeira durante as epidemias de cólera em 1835 e 1854.

A generosidade de Maria causou alguns apuros à comunidade. O número elevado de gente que recolheu dentro do convento teve as críticas de suas irmãs que consideravam que interrompiam sua vida de comunidade. Assim que a tiraram da portaria, Maria não se perturbou e se dedicou com mais fortaleza à oração. Suas superioras compreenderam seu modo de agir e a devolveram a seu posto.
Conta-se que um dia uma mulher chegou ao convento para pedir orações por seu marido cego. A irmã Maria lhe aconselhou orar a São José. Quando a mulher se foi, Maria virou-se em direção ao quadro do Santo que tinha na portaria e lhe disse: “São José, o senhor faz ideia como é triste uma pessoa viver na escuridão”? A mulher voltou ao convento e lhe disse que seu marido havia recuperado a visão repentinamente. A irmã Maria girou o quadro de São José e viu um bilhete que dizia: “São José agradece-lhe por isso".

Morreu em Gênova, cantando o "Regina coeli, laetare, alleluia". Foi sepultada na capela de seu convento. Foi beatificada no dia 04 de outubro de 1988 pelo Papa São João Paulo II. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário